Onde estão e como trabalham os investidores anjo? Como captar investidores sem correr o risco de roubarem a sua ideia?

Posted on 22 de março de 2011 por

0


Perguntas enviadas por Daniela Buono e Vagner Nicodemos, membros da rede social da Pequenas Empresas & Grandes Negócios no Ning, foram respondidas por Antonio Botelho, presidente do conselho da Gávea Angels
Por Antonio José Junqueira Botelho*

Os investidores anjo são pessoas físicas que investem uma parcela de seu capital disponível em empreendimentos start-up em troca de uma participação acionária preferencial, com vistas a promover a valorização do mesmo e sua venda (saída) para realização do seu retorno. Por investirem em um estágio do negócio em que o risco é muito elevado, os anjos assumem geralmente uma participação minoritária. O que diferencia o investidor anjo de outros investidores individuais que por vezes investem apenas capital em empresas emergentes e de fundos de capital de risco, semente e outros, que investem em empreendimentos já estruturados, é que o anjo, primeiro, investe apenas em oportunidades em um raio de até 200 quilômetros de sua residência. Isso em função de sua principal característica definidora, ou seja, o fato que o anjo participa ativamente da gestão do negócio junto com o empreendedor, fazendo uso de sua expertise técnica e experiência profissional e empresarial, e alavanca sua rede de relacionamentos para contribuir com o deslanche e o crescimento inicial do empreendimento.

De acordo com o Center for Venture Research, os anjos norte-americanos investiram US$ 19 bilhões em mais de 55 mil negócios start-up em 2008. A partir do final dos anos 80, começaram a se formar os primeiros grupos de investidores anjo que compartilham o fluxo de oportunidades de negócio (dealflow) e a as atividades deduediligence, e juntam seus recursos para realizarem investimentos de maior porte. Estima-se que haja mais de 300 grupos ou associações de investidores anjo, com entre 10 e 150 participantes cada, totalizando 12 mil investidores anjo ativos nos Estados Unidos em 2008.

leia mais